segunda-feira, 28 de maio de 2012

Planeta de Pelúcia

Clique na imagem para aumentar e depois clique mais uma vez

24 comentários:

  1. Excelente, Ricardo! Uma linda alegoria do terrível mundo "Fofo".

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. hahahahahahaha
      peixe veio aqui só fazer o caos!

      Excluir
  3. Rafael Rodrigues28 de maio de 2012 08:52

    Muito bom, na veia.

    ResponderExcluir
  4. Genial, é apenas o que eu posso dizer.

    ResponderExcluir
  5. Fofíssimo! Hahah

    Um adendo: olha o que andam fazendo no feicebuque https://www.facebook.com/photo.php?fbid=419071694790733&set=a.280324098665494.71822.174566385907933&type=1&ref=nf

    ResponderExcluir
  6. O problema nao é ser machista, homofóbico, drogado, racista, etc, o lance é colocar isso debaixo dos panos por uma conciência de pelúcia de merda!! É a real!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é problema ser assim? Acho melhor você rever seus conceitos.

      Excluir
    2. Que grande bosta você é se pensa assim.

      Excluir
    3. Que grande bosta você é se pensa assim.

      Excluir
  7. Sério velho, muito foda, o último quadro me lembrou aquela estrofe do Tom Zé:
    Faça suas orações uma vez por dia
    e depois mande a consciência
    junto com os lençóis
    pra lavanderia.

    ResponderExcluir
  8. Cara, muito me indigna o mundo de pelúcia. Mas o que dá mais raiva é a forma dos PIMBAs de serem intolerantes à maneira deles. O único certo é o mundo deles, ou resto não é não-certo, É ERRADO. Os caras são hiper intolerantes e falam pra caralho dos outros. Sempre querem se meter na sua vida ou no que você pensa... Uma vez uma dessas "pessoas" chegou a me parar na rua pra me pagar sapo sobre uma conversa que eu tava tendo, e o pior, ela nem percebeu que eu não falava sério.

    Ainda tem coragem de repetir como gralhas o discurso da "liberdade de expressão".

    Sério desenhista, uma enquete: o que é pior para você, o mundo de pelúcia criado pelo declínio de todos os discursos, ou o mundo da pseudoputaria generalizada de adolecentes no 3º grau, gerado pela emancipação dos habitantes do mundo de pelúcia? (é que sempre fico na dúvida qual me decepciona mais)

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante e sábio o modo de mostrar nossa atual realidade.

    ResponderExcluir
  10. Quem ainda acredita em revolução nunca estudou história.

    Gosto das suas tiras, mas essa de revolucionário maconheiro da usp foi de doer.

    Publiquei como anônimo porque não consigo lugar em nenhuma dessas opções.

    Jefferson Alves

    ResponderExcluir
  11. Ops... digitei "lugar" em vez de "logar".

    Mas, complementando, não há nada de errado com tempos de paz.

    Concordo que estamos nos idiotizando, mas prefiro ver meus filhos crescerem com a segurança cômoda que vivemos do que servindo de bucha de canhão para revoluções que não mudam nada.

    No fim é sempre o povo que se ferra, então, melhor que tenhamos paz pra viver nossas vidas do que ver nossas crianças segurando fuzis pra mudar algo que nunca vai mudar.

    O povo jamais estará no poder.

    ResponderExcluir
  12. Eita mundo cão....
    cão fofo na verdade
    rs

    ResponderExcluir
  13. Cara, eu não te conheço. Eu não sei a sua história. Não sei se você leu Trotsky aos 10 anos comendo Danoninho e se revoltou com os Meios de Produção, ou se você matava corujas no meio do mato pra sobreviver e chegou à civilização achando que somos todos indolentes e precisávamos aprender a nos movimentar.

    Não vou dizer que está errado, que não existe uma cultura do besteirol e do vazio - como existia a cultura da telenovela, do enlatado, da música chapa-branca. E como tudo nessa vida tem dois ou mais lados, vou tentar ser o mais educado contigo ao dizer que esta tira pode marcá-lo como um PIMBA do caralho, maconheiro, ou pior: comunista recalcado que acha que só o discursinho "vamos nos movimentar para mudar o mundo de baixo pra cima sem combinar com os opositores" estilo PCO tem a razão.

    Campeão, eu odeio bazingueiros (essa classe de nerd alienado deslumbrado que aparece no seu Parquinho Pop) tanto quando o cara do lado. Mas achar que quem segura um livro do George RR Martin ou assiste a séries é um alienado completo só porque não socorre criancinhas remelentas que pedem esmolas no sinal é de uma pretensão quase que risível. Existe o Planeta Pelúcia, assim como existem pessoas que gostam de Friends e de Roda Viva e que PENSAM POR SI. Essa é a beleza da vida.

    Se você não está feliz, pega uma caneta, se inscreve num partido e vai militar do jeito certo: apresentando uma plataforma, uma proposta, sei lá. Mas reclamar por reclamar te coloca como um tremendo de um mala-sem-alça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maniqueismozinho furreca, hein mermão? Quer dizer que quem não é um nerd retardado é um militante de esquerda retardado? Existe um porrilhão de coisas acontecendo nesse exato momento que são contrárias ao "parquinho" e ao mesmo tempo contrárias a Lenin e sua trupe. Procure se munir de informações além do gugou.
      A beleza da vida é ampla e infinita, e não está nas gratuidades com marketing embutido.

      Excluir
  14. Diz aí Ricardo, você enfiou o dedo em algum "nervo" exposto dessas donzelas? Carapuça serviu geral ¬¬

    ResponderExcluir
  15. Tenha um fluxo interminável de visitantes reais em seu site usando o nosso premiado conjunto de ferramentas de publicidade! O Autosurf Surfando Mais é a oportunidade mais inovadora e eficaz da internet em direcionar visitantes reais para o seu site, e o melhor de tudo, é totalmente GRATUITO! http://www.surf.cidadefm.org

    ResponderExcluir
  16. Então quer dizer que se gosto de "coisas nerds" e prefiro algo mais "fofo" sou um retardado alienado de preconceitos velados? Generalização estúpida essa. A tirinha tem seus pontos interessantes que devem ser levados em consideração, mas se a generalização foi proposital, é uma falha lastimável.

    ResponderExcluir